Vídeo mostrando casal chines fazendo sexo em um provador da loja Uniqlo em Pequim se torna viral

O destino de compras mais popular em Pequim é colocado em “saia justa”.

Um vídeo feito em um smartphone publicado terça-feira, mostra um casal de jovens chinêses fazendo sexo no que parece ser uma loja da Uniqlo.

Chinese couple sex video Beijin Uniqlo

No vídeo é possível ver um homem de óculos, vestido todo de preto, se ouve dizer a uma mulher nua para beijá-lo enquanto ele fitas sua sessão cheia de vapor no espelho.

“Me chame de marido” e “diga que vamos ficar juntos” essas foram algumas das frases que ele proferiu ao ouvido da moça.

Em seguida, mais ao final do vídeo, aparece outra voz feminina sendo falada pelo megafone:
“Caros clientes, bem-vindo à loja Uniqlo em Sanlitun. Não há provadores no primeiro andar. Por favor, dirija-se ao segundo e terceiro andar, se você precisa experimentar roupas.”

A filmagem virou um viral da noite para o dia, atraindo milhões de visualizaçõe e milhares de comentários. Ao meio-dia quarta-feira, no entanto, a maioria das mensagens que continham o  tinha vídeo foram deletadas.

A polícia de Pequim anunciou online que tinham recebido queixas sobre o vídeo e iam investigar o caso.

Uniqlo: Não fomos nós
Uniqlo é uma das maiores redes de “fast-fashion” do mundo que foi rapidamente expandindo sua presença no mercado chinês.

Sua loja de tres andares em Sanlitun, fica em um dos mais modernos distritos de varejo e entretenimento em Pequim.

Alguns usuários de internet chineses especulam que a filmagem foi uma jogada de marketing pela Uniqlo, levando a empresa com sede no Japão a emitir um comunicado negando qualquer envolvimento.

“Como uma marca internacional responsável, Uniqlo é dedicado a fornecer aos consumidores com experiências de compras segura, confortável e de qualidade”, disse a empresa. “Gostaríamos de lembrar a todos os clientes a cumprir padrão moral da sociedade … e usar de forma adequada e apropriadamente nossos provadores.”

O vídeo de sexo atrai compradores:

image[1]image[2]

Mas o vídeo fez mais do que apenas virar cabeças no mundo virtual. Na quarta-feira à noite, um fluxo constante de visitantes torou selfies do lado de fora da loja da Uniqlo em Pequim, que fica em um edifício moderno de vidro decorado com o logotipo vermelho da empresa.

“Eu vim aqui por causa do vídeo”, disse um jovem chinês, que pediu para não ser identificado, tirando uma foto de si mesmo em frente da loja.

Todos os seis dos clientes que deram entrevista dentro da loja falaram que eles percorreram os corredores e foram visitar infame provador puramente por causa do vídeo de sexo.

“Eu nunca ouvi falar da Uniqlo antes do vídeo”, disse um estudante universitário, que pediu para ser identificado apenas pelo sobrenome Zhang.

“É definitivamente uma estratégia de marketing”, disse um garoto de 17 anos que pediu para ser identificada apenas como Mike.

“Viemos aqui especificamente para olhar o provador”, disse Melody Gao, de 18 anos amigo de Mike.

Guardas com walkie-talkies ficaram do lado de fora dos provadores no segundo e terceiro andar da loja.

Questionado sobre o vídeo de sexo, um empregado Uniqlo apenas sorriu, balançou a cabeça em silêncio e então continuou a dobrar uma roupa masculina.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>